Pão da Sophie

Carência de Vitamina D & Protetor Solar

Protetor solar é um assunto muito paradoxal para mim! Está todo mundo com carência de Vitamina D, pois ninguém mais se expõe ao sol, o grande astra nutritivo de toda Vida agora é visto como o vilão!
Pó’ parar com isso! Ao invés de se entupir de suplementos artificiais, vai no sol sim, de manhã cedo, e de tardezinha, e mesmo durante o dia, alguns minutinhos está ótimo para você.

Se você está com dúvida em relação a esta estória de carência supostamente resolvida com suplementos, pode assistir meu vídeo sobre tema (e curtí-lo se gostar) 😉

Vamos tomar o tempo de se educar:

1 – A vitamina D é produzida pela pele em resposta à exposição e radiação ultravioleta da luz solar natural.

2 – Os saudáveis raios de luz solar natural que geram a vitamina D em sua pele não atravessam  vidro e, por isto, seu organismo não produz vitamina D quando você esta no carro, escritório ou em sua casa.

vitamina D carencia

3 – É quase impossível conseguir quantidades adequadas de vitamina D a partir da dieta. A exposição à luz solar é a única maneira confiável para seu corpo dispor de vitamina D.

4 – Seria necessária a ingestão diária de dez copos grandes de leite enriquecido com vitamina D para obter os níveis mínimos necessários de vitamina D.

5 – Quanto maior a distância da linha do equador e o lugar onde você vive, maior será a exposição ao sol necessária para gerar vitamina D, pois depende do ângulo de incidência dos raios solares. Canadá, Reino Unido, a maior parte dos EUA estão longe do equador e maior parte do Brasil está perto do equador.

6 – Pessoas com a pigmentação escura da pele podem precisar de 20 a 30 vezes mais exposição à luz solar do que pessoas de pele clara para gerar a mesma quantidade de vitamina D. Por isto, também, o câncer de próstata é muito frequente entre homens negros – é a simples deficiência generalizada de luz solar.

7 – Níveis suficientes de vitamina D são essenciais para a absorção de cálcio nos intestinos. Sem vitamina D suficiente, seu corpo não pode absorver o cálcio, tornando os suplementos de cálcio inúteis.

8 – A deficiência crônica de vitamina D não pode ser revertida rapidamente. São necessários meses de exposição à luz solar para “reconstruir” os ossos e o sistema nervoso.

9 – Mesmo filtros solares fracos (FPS = 8) bloqueiam em 95% a capacidade do seu corpo de gerar vitamina D. É por isto que o uso constante de protetores solares provoca deficiência crítica de vitamina D.

10 – A exposição à luz solar não gera a produção excessiva de vitamina D em seu corpo, porque ele se auto-regula e produz apenas a quantidade que necessita.

11 – Se a pressão firme do seu osso esterno dói, você pode estar sofrendo de deficiência crônica de vitamina D.

12 – A vitamina D é “ativada” pelos rins e fígado, antes de ser usada pelo organismo e, por isto, doenças renais ou hepáticas podem prejudicar muito a ativação da vitamina D circulante.

13 – A indústria de protetores solares não quer que você saiba da necessidade de exposição ao sol, porque esta revelação significaria a queda nas vendas de seus produtos.

14 – A vitamina D é um poderoso “remédio” que o seu próprio corpo produz inteiramente de graça e sem necessidade de prescrição médica!

15 – Algumas substâncias denominadas “antioxidantes” aceleram muito a capacidade do organismo para lidar com luz solar, sem que ela nos provoque danos, também permitem que você fique exposto ao sol duas vezes mais tempo sem danos. Um exemplo de tais antioxidantes é a astaxantina, poderoso “filtro solar interno”. Outras fontes de antioxidantes similares são algumas frutas (açaí, romã, mirtilo, etc.), ealgumas algas.

Doenças e condições causadas pela deficiência de vitamina D:

* A osteoporose é geralmente causada pela falta de vitamina D que provoca deficiência na absorção de cálcio.

* A deficiência de vitamina D na infância causa o raquitismo, falta de calcificação dos ossos.

* A deficiência de vitamina D pode agravar o diabetes tipo 2 e prejudicar a produção de insulina pelo pâncreas.

* Bebês com dosa saudável de vitamina D (2.000 unidades por dia) têm um risco 80% menor de desenvolver diabetes tipo 1 durante os próximos vinte anos.

* A obesidade prejudica a utilização da vitamina D no organismo e obesos precisam de duas vezes mais vitamina D.

* A depressão, a esquizofrenia e os cânceres de próstata, de mama, ovário e de cólon são frequentes em pessoas com deficiência de vitamina D. Portanto, níveis normais de vitamina D previnem estas doenças.

* O risco de desenvolver doenças graves como diabetes e câncer é reduzido de 50% a 80% através da exposição simples, à luz solar natural 2 a 3 vezes por semana.

* A depressão sazonal de inverno, muito comum nos países de clima temperado, é causada por um desequilíbrio da melatonina, devido à menor exposição ao sol.

* A vitamina D é utilizada no tratamento da psoríase, doença inflamatória crônica da pele.

* Deficiência crônica de vitamina D é muitas vezes diagnosticada erradamente como fibromialgia, porque seus sintomas são muito semelhantes: fraqueza muscular e dores.

Estatísticas chocantes da deficiência de vitamina D:

  • 40% da população dos EUA,
  • 32% dos médicos e estudantes de medicina,
  • 42% das mulheres afro-americanas em idade fértil,
  • 48% das meninas de 9 a 11 anos,
  • até 60% dos pacientes de hospitais,
  • até 80% dos pacientes do lar de idosos,
  • 76% das mulheres grávidas e
  • 81% das crianças delas nascidas, as quais terão, mais tarde na vida, maior predisposição ao diabete tipo 1, à artrite, à esclerose múltipla e à esquizofrenia.

O que são raios UVA?

Estes são os raios mais largos dentro do espectro dos distintos raios solares. Por ter esta características, são capazes de superar certos obstáculos como o vidro das janelas ou dos caros (se não forem escuros). Portanto, estes raios são os que penetram com maior profundidade na pele e, se a pessoa está muito tempo exposta a eles, podem gerar danos ao sistema imunológico e às células.

O que são raios UVB?

Possuem um comprimento menor e não são capazes de atravessar o vidro. No entanto, apesar disso, são muito frequentes as queimaduras na pele como consequência da ação destes raios solares, assim, não se deixe enganar, eles são tão perigosos como os raios UVA.

Bom, vamos ao que interessa: os famosos protetores solares que todos usam compulsivamente nas praias desse lindo Brasil.

protetor-solar-bebe

É controversa. Porque eles contêm componentes químicos e físicos que atravessam a sua pele, desregulam o seu sistema endócrino, além de selar a sua pele, causando asfixia celular, gerando envelhecimento e envenenamento. Foram até encontradas até substâncias esterilizantes (e.g. 4-Metilbenzilideno Cânfora) neles.

Beleza, então bora aprender a fazer em casa coisa melhor que é mais jogo.

Bsicamente, você pode usar o físico ou o químico para impedir o sol de agredir a sua pele.

Na categoria dos físicos, geralmente usam umas substâncias que agem mecanicamente como refletores de sol, um pouco como um espelho. Por elas agirem assim, elas são geralmente brancas, textura parecida com gis, e nada atraentes. O mais comum é o óxido de zinco, e em outras instâncias, irá ver dióxido de titânio. No caso de receitas caseiras, veja o que é melhor para você, não pode criar nenhum tipo de irritação de sua pele.
O que a indústria fez para acabar com a desagradável sensação de aplicar um gis na sua pele, a indústria diminuiu o tamanho das partículas do zinc e do titânio, podendo baixar até 10 e 100 nanômetros para o titânio e 30 a 200 nm para o óxido de zinco. Dizem que não penetram na pele, mas nanopartículas entrem sim. Então, melhor a gente recorrer ao óxido de zinco não nano, maior, então zero risco de absorção pela pele. O único problema é que não se encontra facilmente no Brasil (rs, mas na internet sim, aqui, aqui).

Cada colher de chá de óxido de zinco equivale a índice 10 de proteção.

Além disso, saíba que vários óleos e óleos essenciais têm potencial de protetor solar também!

  • óleo de coco: 4-6
  • óleo de amêndoa: 5
  • óleo de sementes de framboesa: 25-50
  • óleo de sementes de cenoura: 35-40
  • manteiga de karité: 4-6

Bora fazer um protetor solar legal e natural então?

Dicas para as pessoas que não têm tempo para preparo elaborado:

Com o óleo de gergelim você pode fazer um incrível filtro solar para se proteger contra os raios UVB. E não apenas isso, o óleo de gergelim ajuda o bronzeamento natural da pele e também permite que ela fique hidratada. O óleo de gergelim é capaz de tudo isso porque é rico em omega 6, zinco e vitamina E. Ele é muito benéfico porque permite que a pele se revitalize e não fique flácida.

O óleo de jojoba dará vitamina E, ceramidas e ácido linoleico à pele. Com este óleo, você também poderá melhorar sua firmeza e elasticidade e ele é perfeito como agente antirrugas e contra o envelhecimento cutâneo.

protetor-solar-cara

Para quem quer um creme mesmo, vamos à cozinha!

PROTETOR SOLAR CASEIRO

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa de óleo de coco
  • 1 colher de sopa de manteiga de karité
  • ½ colher de chá de óleo de gergelim
  • ½ colher de chá de gel de aloe vera (babosa)
  • 2 colher de chá de óxido de zinco (não nano) ou óleo de semente de framboesa (farmácia de manipulação)

Preparo:

Misture todos os ingredientes e armazena em pote hermêtico tampado.

Durabilidade: 6 meses

Anne-Sophie Bertrand
Me siga!
Últimos posts por Anne-Sophie Bertrand (exibir todos)
Compartilhe este Pão
Deixe uma resposta

Seu carrinho

0

Nenhum produto ainda, visite nossa loja